Interativa FM - 100,9 - Ao vivo
Tocando o que você gosta
dummy

Anitta fala de carreira fora do país e diz ignorar críticas sobre plásticas...

A convidada do vídeo desta terça-feira (17) no canal do YouTube de Giovanna Ewbank é especial. A atriz e apresentadora recebeu a cantora Anitta para um papo animado, divertido e cheio de revelações. Na conversa, a "poderosa" disse que não pensava em ter uma carreira internacional. "Eu nunca tinha sonhado com carreira internacional até minha carreira se tornar muito grande aqui. Minha visão sobre o mundo mudou, sobre sociedade, milhares de coisas. Eu hoje tenho outro foco, outra meta de vida, outro sonho, que tem muito mais a ver com mensagem, tudo que quero passar caso eu chegue lá, do que o fato de chegar lá. Muita gente acha que é questão de dinheiro ou ego, e não é. Se fosse questão dinheiro eu ficava aqui. Você arrisca muito, investe muito para tentar uma carreira internacional. São outras questões, de barreiras, de mensagens e várias outras coisas que quero passar. Mas não está grande desse jeito. É porque nunca ter conseguido, ido tão longe, com um trabalho popular... Não vou ser hipócrita de falar que não tem artista brasileiro conhecido lá fora. Sim, tem. Mas quero dizer popularmente. Idades, um trabalho pop, cantado em outro idioma sem ser português, direcionado para aquele público nessa linguagem pop e jovem, e com continuidade. Não só uma música que não estourou e passou. Realmente não aconteceu antes. Pelo fato de eu estar fazendo coisas que não aconteceram, as pessoas tem essa impressão de 'meu Deus, você tá muito famosa'. Só que lá fora é um começo", falou ela, que recentemente lançou o clipe de "Is That For Me", ao lado do DJ Alesso. Anitta ainda contou que, no exterior, agora conta com um empresário para cuidar de sua carreira. "Eu acabei de encontrar um manager logo após o lançamento de 'Paradinha'. Foi agora. 'Paradinha' foi tudo meu sozinha", falou ela, que ainda comentou o que sente ao ver sua música atingir tantas pessoas, incluindo famosos que ela admira. "Todos os meus amigos daqui, quando viagem e ouvem minhas músicas em boates lá de fora, mandam para mim, quanto amigos de lá mandam 'ah, está tocando na rádio'. Isso é muito legal". Com agenda cada vez mais cheia fora do país, ela admite que nem tudo é tão fácil. "Geralmente fico lá fora uma semana a cada mês. É muito difícil estar lá do que aqui. Lá eu estou começando tudo de novo. Por mais que muita gente pense que é sorte, não, é 90% de doação, trabalho, esforço, e 10% da realização. É bem cansativo, muitas vezes triste, você tem problemas, como todos no início", explicou. "O que você mais gosta de fazer lá?", quis saber Gio. "O que mais gosto de fazer lá é comer. E aqui é comer", respondeu, com muito bom humor. Sobre sua boa forma, Anitta garante que não vive para se manter com a silhueta perfeita. "Não fico focando nisso 100%. Acho que faz parte do meu trabalho, mas tem horas que desando, aí volto. Se tenho clipe para gravar fico mais focadinha. Tudo com segurança. Mas não estou focada. Minha cara está até bolachuda, nesse fim de semana comi para caramba", brincou ela, que hoje, aos 24 anos, 4 anos após estourar com "Show das Poderosas", se sente mais segura. "Virei outra pessoa. Olho minhas entrevistas com 20 anos e falo:  'Quem é essa pessoa? Cala a boquinha".  Falando de seu estilo de vida e da forma que lida com o público, Anitta ainda disse que prefere passar verdade e que procura não vender que sua vida é perfeita. "Acho que a verdade é um presente. As pessoas se guiam muito pelo que a pessoa pública faz. Tanto que é o país que mais tem essa coisa de influenciadores, redes sociais, o brasileiro é muito ligado no que a pessoa pública faz. Para mim, fingir uma coisa que não sou, é como se eu tivesse acostumando o público com uma mentira. Se eu vendesse que não erro, que não faço coisas erradas, que nasci linda assim, não fiz nada, foi o tempo que me deixou linda... Primeiro que vou causar depressão em sei lá quantos brasileiros que vai pensar 'nossa, ela tem e eu não'. Não, amor, você pode comprar. Gosto de passar verdade. Para mim, essa é a maneira que eu encontro de tentar, pelo menos em uma parcela, as pessoas enxergarem que existe uma vida real. Sou feliz em vários momentos da minha vida e momentos que não sou feliz. E erros que cometi. A internet faz cada vez mais parecer que é possível uma vida perfeita, mas não é", refletiu. Sem problemas em assumir que já fez plásticas, a cantora ainda disse que não se importa com as críticas que recebe por isso. "Não me incomodo com nada dessas coisas vazias. Tenho noção, consciência, mas não deixo me afetar. Acho mais importante a mensagem que passo. Não consigo dar crédito e importância a uma pessoa que diz '24 anos e tantas plásticas', ao invés de '24 anos, veio de um lugar do Brasil que tem oportunidade nula e conseguiu chegar'. A pessoa que olha a minha plástica ao invés de olhar as coisas que construí com 24 anos tem credibilidade zero", disparou.  Fonte: UOL